Respeito, Devoção, Entrega.

“pratique, pratique, pratique e tudo virá” S. K. P. Jois

YOGA

Yoga é União

A Ashtanga Vinyasa é uma forma moderna do Yoga clássico fundado por SK Pattabhi Jois (1915-2009) em Mysore, Índia. É um método que foi repassado de professor a discípulo ao longo dos anos e é hoje praticado por milhões de pessoas ao redor do mundo. Usando seu corpo como veículo, a Ahstanga te permite acessar suas emoções e entender seus padrões mentais mais comuns. Conforme você se desenvolve na prática, você aprende a respirar em seu próprio ritmo. Movendo-se através das diferentes asanas (posturas), você aprende a se focar no presente, tornando-se cada vez mais consciente de sua conexão com o universo. Desenvolvendo uma prática individualizada, a Ashtanga oferece uma base energética espiritual que te acompanhará conforme você for enfrentando os desafios do dia-a-dia. Essa energia permite que você caminhe com mais confiança e equilíbrio, define seus sensos de pertencimento e de propósito na Terra, aumentando sua compaixão com os outros.

Ashtanga Yoga significa oito passos ou oito “partes” da Yoga. Eles são descritos no Yoga sutras de Patanjali da seguinte maneira:

Ashtanga Yoga – Os Oito Passos

Yama .  práticas éticas
Niyama .  práticas internas
Asana .  postura
Pranayama .  controle da respiração
Pratyahara .  recolhimento dos sentidos
Dharana .  concentração
Dhyana .  meditação
Samadhi .  integração

Ashtanga Yoga – Recomendações aos praticantes

A prática silenciosa do Ashtanga é um momento que você tem para encontrar a si mesmo. Prepare-se para esse encontro: vista roupas confortáveis e limpas, esvazie bexiga e intestinos, mantenha seu estômago vazio e sintonize sua atenção e intenção. Esteja presente e desfrute desse momento!

 

Hatha Yoga – Nossas aulas

Uma aula de yoga desenhada de acordo com as necessidades dos estudantes, com foco no alongamento, alinhamento, respiração e força, e também criar espaço para que possam relaxar e reconectar consigo mesmos.
As aulas irão variar desde sequencias mais físicas até períodos onde é intenção é ir profundo dentro de si mesmo em um modo mais introspectivo através da respiração e meditação.

 

Yin Yoga – Nossas Aulas

– As aulas de Yin Yoga são conduzidas em Inglês – The focus of a Yin Yoga practice is to release and let go of tension, both on a physical and emotional level. Poses are held for a long(er) period of time as it is common in other practises, this allows the fascia and the pathways of the nervous system to re-organise and align themselves in the most natural way, getting rid of tensions, especially in the upper body and the hips.
Through our breath and a mental attitude towards acceptance, Yin Yoga is also an emotional experience. What may look like a soft and slow practice can in fact be quite challenging as we engage in a dialogue with ourselves and our bodies.

“We dont use our body to get into a pose- we use the pose to get into our bodies“ – Yin Sights

Margaret Rosania

Margaret Rosania has been teaching Ashtanga Yoga according to the Mysore method for more than a decade. She was first introduced to Yoga in 2001, and began practicing Ashtanga in 2003.

In the course of her journey as a designer, Yoga practitioner and spiritual seeker, Margaret is constantly connecting and exploring the relationships between humanity and nature. Her journey through Yoga gave her the opportunity to practice with various teachers around the world (Sharath Jois, Saraswathi Jois,  Tim Miller,  David Swenson, Nancy Gilgoff, Richard Freeman among others) and to be for 4 years the assistant of her professor in New York, Guy Donahaye, in the Ashtanga Yoga Shala NYC. Over the years she taught in New York, São Paulo and Rio de Janeiro.

With the birth of her son Micael in 2012 she experienced a deepening of Yoga in all aspects of her life.

Cauhe Motta

Formado em Hatha Yoga Clássico pela Humaniversidade de São Paulo, sob a supervisão de Gerson D’Aaddio da Silva, durantes os anos de 2009 e 2010. Participou posteriormente de treinamento para professores de Ashtanga Yoga com David Swenson em Nova York, e foi iniciado em Thai Yoga Massagem Meditativa com Javier Sunder, novamente em São Paulo.

Entre retiros, workshops e classes regulares na Índia, Europa, Estados Unidos e Brasil, estudou Ashtanga Yoga ao longo destes últimos 10 anos com os professores: Patricia Varela, Alexandre Schmidt, Andrea Palma, Matthew Vollmer, Guy Donayahe, Saraswathi Jois, Margaret Rosania e Mário Reinert.

“Junto com tantos outros professores e alunos que tenho a oportunidade de aprender, continuo minha formação que tenho certeza não terminará nunca. Agradeço a cada final de prática ter encontrado essa Yoga.”

Alexandre Paulain

Paulain, brasileiro, batizou-se na dança para iniciar seus experimentos com corpo e alma. Bailarino com formação clássica e contemporânea, depois de experimentações em performance, teatro e dança, entrou em contato com a yoga, mais especificamente o Ashtanga Vinyasa Yoga em 2003, e desde então está num caminho sem volta. A dança e a yoga tem sido o seu campo de pesquisa e prática desde então.

Em 2006 inicia sua carreira como massagista ayurveda e, em 2009, aprimora a técnica dessa massagem em Mysore,  Índia, com seu mestre Madhu Premananda. Em 2014 gradua-se como terapeuta ayurveda pela escola Yoga Brahma Vydyalaya, e desde então vem aprimorando procedimentos de diagnóstico e tratamentos ayurveda com bastante eficiência. Como parte desse aprimoramento participou de vários cursos como o de ginecologia ayurveda com o Dr. Gaurave Davee, Índia, marmaterapia, com Dr Avinash Lele, Índia, além de outros professores e cursos. Atualmente pratica também o Gokul yoga, estilo de yoga baseado em marmas (pontos energéticos) e bandas (lugares no corpo onde brota consciência para melhor execução de asanas).

Carolina Peral

Começa a praticar yoga em 2012 no Centro de Yoga Sivananda em Lisboa. Depois de uns anos de prática pessoal, é em 2015 que decide levar a sua prática mais além quando tira o curso de 200H Instrutora de Yoga através da Escola Yogaworks nos Estados Unidos da América. No final do curso, o dono do estúdio de yoga emprega Carolina e ela começa a instruir imediatamente. Grata, Carolina decide praticar Karma Yoga doando parte do lucro das suas aulas para a Clinica de Saude da cidade onde residia Atlantic Beach na Carolina do Norte. Quando ela se muda pra Nova Iorque os seus estudos e prática continuam nos estúdios da sua escola no Soho e na Upper East Side. Ela também começa a dar aulas num estúdio de bairro em Prospect Heights, Brooklyn. A sua prática e ensinamentos em Nova Iorque evoluem para um estilo urbano seguindo o ritmo da cidade e implementando mais flow passando de Hatha Yoga para Hatha Flow Yoga. Carolina muda-se para Miami em 2018 é ai que ela conhece a sua Mestre de Kundalini Yoga Jap Hari Kaur e começa a praticar Kundalini Yoga diariamente ao mesmo que ensina Hatha Yoga no estúdio de Jap Hari Kaur. Recentemente Carolina aprofunda os seus estudos na Terapia de Som onde se encontra a complementar algumas aulas de Yoga com o Gongo Sinfónico. O estilo de Carolina é um mix de Hatha Yoga, alinhamento de postura segundo os ensinamentos do Mestre B.K.S Iyengar, Kriyas, Mantras com terapia de som.

Notas para as aulas presenciais:

– Não há aulas de Ashtanga Yoga em dias de Lua Cheia e Lua Nova (ver aba LUA)

– As aulas de Ashtanga Yoga Mysore tem uma duração de 1,5 ou 2 horas, período no qual você poderá desenvolver de forma individual a sua prática. Se você é um aluno principiante, sua prática irá durar algo em torno de 45 minutos. Sendo assim, não é necessário chegar exatamente no horário de início da aula.

– As aulas de Hatha Yoga tem uma duração de 1 hora e 15 minutos, e todos os estudantes fazem a prática de forma conjunta. Por favor, chegue pontualmente no horário de início para evitar interromper a aula.

–  As aulas da Margaret, Cauhe, Paulain e Carolina são conduzidas em Português ou Inglês, de acordo com a preferência dos estudantes.

Valores:

• Aula Avulsa (Drop-In): 15€ • Pacote 5 aulas (validade um mês): 50€ • Frequência LIVRE: 90€ • 2x semana: 60€ • 3x semana: 75€

MANTRA

Oração de apertura e fechamento da prática.

Saúdo os pés de lótus do Mestre Supremo
Que ensina o justo saber e mostra
O caminho para o despertar da alma
Aquele que além das comparações
E como o médico da selva
Extrai da consciência o veneno da ignorância.
Inclino-me frente ao sábio Patanjali
Que tem forma humana na parte superior do corpo
Que segura uma espada, uma concha e um disco
E que esta coroado por uma serpente de mil cabeças.

Que a prosperidade seja glorificada
Que os líderes governem com justiça e pelo caminho do bem
Que a divindade e o conhecimento sejam protegidos
Que todos os seres de todos os lugares sejam felizes.

Quoted from the KPJAYI official website

DIAS DE LUA 2020

January
Full Moon –
New Moon –

February
Full Moon –
New Moon –

March
Full Moon –
New Moon –

April
Full Moon –
New Moon –

May
Full Moon –
New Moon –

June
Full Moon –
New Moon –

July
Full Moon –
New Moon –

August
Full Moon –
New Moon –

September
New Moon – Tuesday 7th
Full Moon – Tuesday 21st

October
New Moon – Wednesday 6th
Full Moon – Wednesday 20th

November
New Moon – Thursday 4th
Full Moon – Friday 19th

December
New Moon – Saturday 4th
Full Moon – Sunday 19th

Assim como os ciclos lunares possuem forte influência nas marés, eles exercem influência também no nosso corpo e consequentemente em nosso comportamento. Através da prática de Yoga nos mantemos mais atentos e conectados com a natureza, facilmente percebemos a agitação provocada pela lua cheia e a calmaria da lua nova, por isso é importante se observar e principalmente respeitar esses picos de energia provocados pela mudança da lua.

De acordo com a tradição do Ashtanga Yoga, nos dias de lua nova e lua cheia, descansamos das práticas de asana (posturas).

O sol e a lua exercem efeitos gravitacionais sobre o planeta terra, e em suas diferentes posições, criam diferentes potenciais de energia que afetam nosso corpo e mente. Nos dias de lua cheia e lua nova, esses efeitos gravitacionais são mais pronunciados.

Os dias de lua cheia correspondem a uma força de prana (inspiração/ influxo de energia) mais pronunciada. Esta energia expansiva, nos faz sentir mais energéticos e sensíveis, porém menos centrados.  Já a energia da lua nova, corresponde a força de apana (expiração/ eliminação de toxinas) mais pronunciada. Esta energia de contração, nos faz sentir mais calmos e centrados, porém menos inclinados a fazer esforço físico.

Quando a prática é feita diariamente, ficamos mais conectados com estes ciclos naturais. Estes dias de descanso são importantes não somente para regenerar as energias, mas também um momento para reconhecer e honrar estes ritmos naturais. Além disso, nos dias de lua recomenda-se dedicar um tempo para leitura e estudos da filosofia do yoga.

Meu Yoga, Meu Mundo